Não queria falar sobre o crime da semana, mas como ele melhorou….

Titã, mais uma vítima dessa sociedade nojenta

Titã, resgatado após ficar enterrado por 12 horas no quintal do dono que morava em Novo Horizonte, em SP. Foto: divulgação

O cãozinho de quatro meses, que passou mais de 12 horas enterrado em Novo Horizonte (399 km de SP), passou ontem (10) por uma transfusão de sangue e apresenta sinais de melhora. Segundo Marco Antônio Rodrigues, presidente da Associação Mão Amiga, o animal teve redução do inchaço, está se alimentando bem e já consegue andar.

Ele está otimista quanto a recuperação do cachorro, que antes não tinha forças para levantar e não se alimentava. O estado dele ainda é grave, mas, segundo Rodrigues, ele está sendo muito bem cuidado e medicado pela veterinária Viviane Cristina da Silva.

Neste domingo, a veterinária levou o cãozinho para sua casa, por receio de deixá-lo sozinho na clínica. Na segunda-feira (12) ele retorna com ela para a clínica, onde um oftalmologista deve examinar como estão seus olhos. Esta avaliação pode ser feita amnhã, mas ainda não está confirmada.

O cachorro deve sofrer uma cirurgia nos olhos, mas ainda não há previsão de quando ela será feita devido ao seu estado de saúde que, segundo a veterinária, ainda é grave e inspira cuidados.

O cachorro também está com uma infecção na pele, que já existia antes dele ter sido enterrado e, como não foi tratado, piorou depois do ocorrido. Segundo Rodrigues, a infecção também apresenta sinais de melhora e a pele do animal, que antes estava sempre molhada, já está seca e o pelo começa a ganhar brilho.

Hoje pela manhã, a veterinária colocou o animal para nadar e fazer xixi e ele também recebeu um pouquinho de sol. Segundo ela, o resultado do hemograma mostrou que a infecção diminuiu um pouco.

ENTERRADO

Na terça-feira (6), a Associação Mão Amiga recebeu uma denúncia de maus-tratos e o vice-presidente da entidade, Alexandre Rodrigues, saiu para apurar. Não encontrou nada, mas voltou na manhã seguinte à casa do suspeito.

Ele percebeu uma porção de terra remexida, resolveu entrar, e acabou desenterrando o filhote ainda vivo. O cachorrinho estava quase sem pelos, desnutrido, e com ferimentos nos olhos.
Na clínica, os funcionários começaram a chamar o vira-lata de Titã.

De acordo com Marco, a associação registrou um termo circunstanciado na polícia, que vai investigar o caso e convocar o antigo dono do animal a prestar depoimento

Para fazer doações à conta da Associação Mão Amiga
de Novo Horizonte

Caixa Econômica Federal
Agência     0801
Operação     003
Conta     864-7
CNPJ     03949587/0001-78

Fonte: Folha

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: